ANPEDSUL

Histórico dos Seminários de Pesquisa em Educação da Região Sul

O Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul iniciou-se em 1998, com a realização do sua primeira edição, na Universidade Federal de Santa Catarina. Trata-se de um evento organizado pelo Fórum Sul de Coordenadores de Programas de Pós-Graduação em Educação, uma instância regionalizada do Fórum Nacional de Coordenadores de Programas de Pós-Graduação em Educação-FORPRED, vinculado à ANPEd Nacional.

O Fórum Sul de Coordenadores de PPGEs tem como missão coordenar ações conjuntas com vistas ao desenvolvimento da pesquisa e da Pós-Graduação em Educação na região sul do Brasil.

O encontro regional ocorre a cada dois anos e faz parte das ações da ANPEd — Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação que, desde o ano de 1976, busca o desenvolvimento e a consolidação do ensino de pós-graduação e da pesquisa na área da Educação no Brasil. O evento é referência na divulgação de resultados de pesquisas realizadas em programas de pós-graduação da região Sul do País.

A primeira edição do Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul – ANPEDSUL foi realizada em julho de 1998, Na Universidade Federal de Santa Catarina, na cidade de Florianópolis. Participaram pesquisadores de 17 programas de Pós-Graduação em Educação. Os 15 eixos temáticos do seminário foram organizados considerando o conjunto dos 307 trabalhos encaminhados ao evento.

O II Seminário ocorreu em 1999, na Universidade Federal do Paraná, na cidade de Curitiba, contando com a participação dos 19 programas de pós-graduação em Educação da região. Percebeu-se um aumento significativo de trabalhos inscritos (686 trabalhos) nos 20 eixos temáticos definidos para o evento. Nas duas primeiras edições todos os trabalhos inscritos foram apresentados, não havendo Comitê Científico.

No ano 2000 a Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, organizou o III Seminário, que contou com a participação de 19 programas de pós-graduação. Para essa edição foi instituído um Comitê Científico que, com a participação de pareceristas ad hoc dos diversos programas da região, procedeu à seleção dos trabalhos. Para o evento foram selecionados 204 textos de um total de 352 submetidos à avaliação.

O IV Seminário, realizado em 2002, teve como sede a Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis, tendo como tema “Na contracorrente da universidade operacional”. Contou com a participação de 19 programas de pós-graduação e inscrições de 714 textos, dos quais 426 foram selecionados.

O V Seminário aconteceu na cidade de Curitiba no ano de 2004, tendo a Pontifícia Universidade Católica do Paraná como sede. Com o tema “Pesquisa em Educação e Compromisso Social” congregou 21 programas de pós-graduação. Este número mostra a expansão da pós-graduação em educação na região, com a abertura de dois novos cursos no período.

A Universidade Federal de Santa Maria, na cidade de Santa Maria-RS, organizou o VI Seminário, no ano de 2006. Com o tema “Pesquisa em Educação: Novas Questões?” contou com a participação de 21 Programas de Pós-Graduação, sendo que os trabalhos foram apresentados em 14 eixos temáticos.

O VII Seminário ocorreu na Universidade do Vale do Itajaí, sob a denominação de Anped Sul, e trouxe como tema “Pesquisa em Educação e Inserção Social”. Esse evento teve 1.176 participantes e contou com 952 trabalhos submetidos à avaliação, sendo 700 aprovados pelo comitê científico. A programação científica dessa edição foi estruturada em conferências, sessões de abertura dos eixos temáticos, apresentação de trabalhos orais, apresentação de trabalhos como pôster, abordando assuntos vinculados a 19 eixos temáticos. Os trabalhos apresentados nas sessões de abertura dos eixos temáticos foram publicadas em livro - SOMMER, Luís Henrique; QUARTIERO, Elisa Maria (Orgs.). Pesquisa, educação e inserção social: olhares da região sul. Canoas: Ed. da ULBRA, 2008.

O VIII Seminário foi realizado no período de 18 a 21 de julho de 2010, na Universidade Estadual de Londrina, no Paraná e contou com a participação de cerca de 1.600 estudantes, professores e pesquisadores da área de educação. O evento foi organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da UEL e pelo Fórum Sul de Coordenadores de Programas de Pós-Graduação em Educação, o qual representa pesquisadores do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A organização do evento teve na coordenação geral o professor José Pedro Boufleuer, da UNIJUÍ, e na coordenação executiva a professora Sueli Édi Rufini, do PPGE da UEL.

A edição 2010 da ANPEDSUL foi organizada por 27 coordenadores de Programas de Pós-Graduação, tendo mais de 1.600 inscrições, 1024 trabalhos submetidos e 784 apresentados em 20 eixos temáticos.

Estiveram presentes a coordenadora de área da Educação na CAPES, Dra. Clarilza Prado de Souza, a coordenadora adjunta Dra. Elizabeth Macedo e a presidente da ANPED, Dra. Dalila Andrade Oliveira. O tema central da reunião foi Formação, Ética e Políticas: Qual Pesquisa, Qual Educação? Este também foi o título da conferência de abertura, proferida pela Dra. Leda Scheibe (UFSC - UNOESC). “A CONAE e o Sistema Nacional de Educação” foi o tema abordado pela conferencista Márcia Ângela da Silva Aguiar (UFPE – PE), tendo como debatedores o Dr. Elton Luiz Nardi (UNOESC - SC) e a Dra. Andréa Barbosa Gouveia (UFPR – PR).

As diversas atividades realizadas nos 4 dias do evento foram norteadas pelo tema central do evento, que teve como propósito promover um balanço sobre os rumos da educação, identificando e apresentando as pesquisas paradigmáticas em cada um dos 20 eixos temáticos e que contribuíram para com a compreensão, o esclarecimento e a análise crítica de eventos como: os desdobramentos da Conferência Nacional de Educação, da avaliação e da elaboração de metas do Plano Nacional de Educação para o próximo decênio, aqueles relacionados à constituição de um novo governo, os derivados do avanço da mundialização e da crise financeira e econômica, entre outros.

Em torno dos eixos temáticos - Didática, Currículo e Saberes, Educação Básica, Educação Superior, Educação Especial, Educação de Jovens e Adultos, Educação e Movimentos Sociais, Educação e Trabalho, Educação, Comunicação e Tecnologias, Formação de Professores, Políticas Públicas e Gestão Educacional, História da Educação, Filosofia e Educação, Psicologia da Educação, Sociologia da Educação, Educação e Arte, Educação e Infância, Educação em Ciências e Matemática, Educação Ambiental e Educação e Gênero – agruparam-se os 784 trabalhos aprovados, dentre 1024 submetidos para avaliação. Os temas investigados com maior frequencia foram: fracasso escolar, reprovação, indisciplina, bullying, acessibilidade, educação inclusiva, relações étnico-raciais na escola, ações afirmativas, currículo, avaliação da aprendizagem, avaliação em larga escala, avaliação institucional, ensino, aprendizagem, ensino de 9 anos, educação em tempo integral, formação inicial e contínua de professores, formação de leitores, qualidade de ensino, multiculturalismo, educação de jovens aprisionados, educação no campo, alfabetização popular, educação indígena, em quilombos, trabalho infantil, educação em ambientes virtuais, ENADE, Pró Jovem urbano, PROUNI, história da formação de professores, análise filosófica, sociologia e política do currículo, de práticas educativas, de planos e projetos nacionais, entre outros.

Os trabalhos apresentados na VIII ANPEDSUL foram publicados em CD-ROM. Já os trabalhos apresentados nas chamadas sessões especiais dos eixos temáticos, que haviam sido encomendados, serão publicados em coletâneas de livros por aproximação temática.

É possível observar, pelo número de trabalhos inscritos e pela variedade de problemas investigados, que a pesquisa educacional da região sul tem gerado conhecimento científico educacionalmente relevante e vinculado a problemas reais da educação nos seus diversos contextos. A qualidade da Pós-Graduação no Brasil resultou, nos últimos anos, em produção científica de qualidade. Especificamente em relação à área de educação tem-se questionado os motivos pelos quais a qualidade da educação básica não acompanha a da produção acadêmica, gerada nos programas stricto sensu. O desafio atual é buscar alternativas para que o conhecimento acadêmico influencie as políticas públicas da educação e chegue efetivamente às salas de aula, às escolas e aos contextos sociais em que a educação se faz presente. Em outras palavras, a intervenção educacional com base em conhecimento científico deve ser buscada, mas nem sempre é suficiente para transformar uma realidade complexa e multideterminada como é a educação.

Uma análise comparativa pode ser feita com a área de saúde, cujas pesquisas nacionais atingem níveis semelhantes ao de países de primeiro mundo. De modo semelhante ao que ocorre na educação, o conhecimento gerado a partir das pesquisas não chega ao Sistema Único de Saúde, ou não têm o impacto necessário nas políticas públicas. O IX Seminário será realizado na Universidade de Caxias do Sul-RS. Para essa edição, o Fórum Sul de Coordenadores deliberou por empregar a mesma estrutura dos Grupos de Trabalho da Reunião Anual da Anped. Seguindo o formato que tem sido adotado para o evento, a IX edição do Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul abrigará eventos paralelos, a saber:

- Reunião do Fórum Sul de Coordenadores de PPGEs – Fórum Sul

- VII Fórum de Secretários de PPGEs

- III Fórum de Editores de Periódicos da área de Educação da Região Sul – FEPAE SUL

- Reunião da ANFOPE SUL

O evento foi organizado pelo PPGE da UCS, tendo a Profª Nilda Stecanela e Prof. Jayme Paviani como coordenadores locais e pelo Fórum Sul, coordenado no período de 2010 a 2012 pelo Prof. Jefferson Mainardes (UEPG).